Isto tudo, porque eu estou uma gaja reduzida à intolerância.

Não sou mais a Coelha tolerante de à uns anos, sorridente até à exaustão, que tentava medir as coisas que jorrava pela boca fora, que tentava compreender… e por aí em diante!

Hoje considero-me muito mais intolerante do que já era. Ora eu só posso concluir uma coisa…

Ou rodeio-me de pessoas com feitios completamente compatíveis com o meu – que eu sei que as há, pois já fizeram parte da minha realidade como Coelha – ou então só me resta uma coisa a fazer…

Enfio-me num meio do monte, e ponho-me a falar com as plantinhas até ao fim dos meus dias.


Que onda negra que anda em cima desta cabeça – peço desculpa pelo termo, mas vai ter de ser – foda-se! Foda-se, foda-se e foda-se!

De que me queixo eu?

Ando inquieta, completamente cheia de traumas a assombrarem-me a merda da cabeça!



Vou ali meter os dedos à goela para ver se alivio a tenção…



Coelha*

2 Não reclamas?:

catherine disse...
6 de outubro de 2010 às 10:55

Também eu ando assim. Trato os outros mal, não os entendo e nem me esforço para entender. E depois há discussões, e brigas e há confusões e eu ando constantemente irritada e de mau humor... :s

guida disse...
6 de outubro de 2010 às 23:53

Tem calma, Coelha. Andamos sempre rodeados por estes comportamentos... precisamos de lidar com eles da melhor forma... é difícil e irrita, eu sei. Também me sinto assim, mas não é bom continuar a sentir assim.

Back to Home Back to Top