Eu nasci num país onde os avós me falavam de tempos difíceis como tempos passados, tempos esses que nunca se haveriam de se atravessar no meu caminho.
A minha mãe sempre me disse que eu tinha sorte por ter brinquedos novos só para mim, porque ela nunca os teve, mas tal nunca mais haveria de acontecer, nem a mim nem às gerações que se procedessem.
Disseram-me várias vezes para estudar que teria acesso a um mundo sem restrições de quereres a nível material.
Cheguei a ouvir falar em carta e carro pago pelos progenitores, achando terrível ouvi-los dizer "Tu vais ter sorte, porque a minha carta tal como o 1º carro fui eu que o paguei".
Falaram-me da fome como um mito dos tempos passados ou de terras distantes.
Olhava à minha volta e todos tínhamos casa, roupa lavada e andávamos bem alimentados... nem outro cenário seria possível!
A miséria ou se escondia ou eu pouco ou nunca a via.
Sempre me achei vivamente felizarda por viver num país onde ora estava tempo para usar botas e casacos quentes, ora estava tempo de calçar uns chinelos e um bikini.
Todos podíamos seguir uma área que gostássemos porque haveria mercado de trabalho, tudo era possível bastava lutar por isso.
Nunca duvidei que tudo isto era verdade e que eu teria sem dúvida, mais cedo ou mais tarde, no país que me viu nascer um futuro vindouro, pelo menos foi o que sempre me prometeram.

Hoje sinto-me enganada, porque todos prometeram e hoje vejo o aposto de tudo que foi prometido, hoje sei que nada é certo e sinto-me um pouco desiludida com este país que tanto nos prometeu e tão pouco cumpriu e ofereceu.

Coelha*

5 Não reclamas?:

Só Avulso disse...
2 de junho de 2011 às 12:54

Subscrevo inteiramente. Penso exatamente o mesmo, tiraste-me as palavras da boca!

beijinhos***

EU SOU EU disse...
2 de junho de 2011 às 13:40

eheheheh...não consegui deixar de equiparar todas essas promessas feitas...pela tua familia e amigos...ás dos politicos (lembrei-me logo do SÓCAS...ehheeheheh)... no fundo...no fundo caíu tudo no saco roto...hehehe...que pena...o nosso país...estar cada vez a levar-nos para um abismo do qual será dificil sair...

Carreirinha disse...
13 de junho de 2011 às 02:49

Infelizmente esse é o cenário de Portugal 2011 e anos futuros!

Palco do tempo disse...
15 de junho de 2011 às 17:38

é o pais que temos infelizmente :/

Lost Soul disse...
19 de junho de 2011 às 11:36

É o país que temos...(vindo eu de uma zona de trabalho e suor...bem nos confins de Portugal)

beijo

Back to Home Back to Top