Quanto à morte de Carlos Castro...


Neste país, o ser-se famoso não implica só e unicamente ser-se bom nalguma coisa - ser-se bom apresentador, ser-se bom jornalista, ser-se bom modelo, ser-se bom actor, ser-se bom guionista, ser-se bom câmara man.

Ser-se famoso neste país, que por norma é coisa para durar pouco tempo, implica outros tipos de esforços que não sejam o mostrar-se que se é bom na sua área.

Muitas das caras que vimos diariamente, nas revistas, nos programas e nas novelas, tiveram de passar por certos castigos por parte das pessoas que tem a faca e o queijo na mão.

Chegando a essa fase há duas opções, ou se desiste da fama porque não se pretende subir a qualquer custo, ou se sujeitam a uns favores, sexuais ou não só, para terem uma ajudinha daqueles que a podem dar.

Infelizmente é esta a realidade de muito do Jet7 português.


Quanto ao caso Carlos Castro, foi nítido que foi isto que aconteceu, por parte do jovem modelo Renato Seabra, que se prontificou a ficar famoso às custas de Carlos Castro.

O que o levou a mata-lo, ninguém sabe. A forma como hipoteticamente o fez, foi macabra, mas não me parece premeditado devido às circunstâncias.

Vejo muitos comentários homofóbicos e é bom que não se misture as preferências sexuais de cada um, com o homicídio que se realizou.

A vida segue em frente, coitado é daquele que já cá não está.

Logo, só falta apurar factos e culpabilizar/punir os verdadeiros culpados.



Coelha*

4 Não reclamas?:

Neisseria Gonorrhoeae disse...
10 de janeiro de 2011 às 19:55

Mas... mutilar com um saca rolhas? isso é possivel?

Já estou a imaginar um metodo semelhante a "sacar uma rolha", roda, roda, roda (aparafusa) e... plow... saca fora!!!

:P

Mais a sério. É triste, e sinceramente não compreendo como estas coisas acontecem, mas a verdade é q acontecem.

Jinhos

Coelha disse...
10 de janeiro de 2011 às 20:06

Aiiiii está calado! Que horror, nem é bom imaginar... Puxa, é preciso ter-se muito sangue frio, ou estar-se muito fora de si! Visto que supostamente, todos nós nascemos com a capacidade de matar alguem... So espero é manter sempre essa minha capacidade adormecida em mim.
Me-dooo, muito me-dooo.
Coitado do homem... :S

Coelha*

Sergio Martins disse...
11 de janeiro de 2011 às 02:32

A decadência da "pessoa pública" mostra que fama é uma coisa sucesso é outra, riqueza é uma coisa felicidade outra. Adorei teu blog e estou te seguindo, caso queira seguir-me também, veja:http://asvozesdomar.blogspot.com/

Paz e amor!

Abç!

Otário disse...
11 de janeiro de 2011 às 09:43

o renato deveria ser bem trancado numa cela para o resto da vida pelo crime hediondo que cometeu. se tinham ou não relação é um ponto que a pouco a mim diz respeito e não é necessariamente essencial...

Back to Home Back to Top