É Bom...

É bom, quando sentimos aquele toque que nos queima o corpo, a alma e as ideias… Tudo fica iluminado, mas ao mesmo tempo, quando abrimos os olhos, a imagem é turva e pouco nítida…
É bom, quando sentimos, que chegamos ao limite do mundo e que é impossível alcançar algo depois disso…
Sentimo-nos perfeitos, inatingíveis e inquebráveis…
Há uma força nunca vista que nos chega nesses momentos, que nos faz sentir fortes e capazes de tudo…
Nada magoa, nada nos fere, tudo dá uma sensação de prazer, uma sensação inconfundível e viciante.
A razão, os valores, tudo se desvanece… Tudo isso deixa de existir…
A paixão faz de nós uns animais selvagens, faz-nos agir em prol apenas dos fins, o resto deixa de ter importância.
Naquele momento só isso faz sentido mais nada…
A vida torna-se intensa, calorosa, excitante e com um sabor especial… E quando estamos prestes a tocar o céu, ainda há uma força vinda dos deuses, que nos torna capazes de controlar tudo…
Tocamos os céu…
Toda aquela energia desaparece… Vamos perdendo as forças, como se fossemos um avião em queda livre…
A imagem começa a ficar nítida, conseguimos ver a pessoa que está ali do nosso lado…
Com esforço é esboçado um sorriso…
Passam cinco minutos e a realidade volta. Olhamos à volta e afinal o mundo não parou… Temos de voltar a fazer parte dele…
Volta de novo o sabor amargo da vida e a esperança desaparece… Voltamos a ser racionais… E a vontade é de fugir pró nosso refugio.
Uma tempestade instala-se na nossa cabeça. Começamos a perguntar-nos o “porquê” da fraqueza, o “porquê” de naqueles minutos tudo fazer sentido e depois tudo perde a cor novamente…
É difícil de explicar… Ainda por cima quando desconheço as respostas…
Só sei que do nada tudo volta à flor da pele, e não conseguimos controlar mais nada…


Nem o tempo, nem o nosso corpo… Nem a alma!


Coelha*

2 Não reclamas?:

PIPI disse...
21 de setembro de 2009 às 18:42

pensamento bem pensado gostei misterioso e sublime quem é amiga sabe.... beijos coelhinha

Anónimo disse...
4 de outubro de 2009 às 18:07

Era a isto a que me referia! No "auge" da relação nada parece impossivel... O tempo e o limite confudem se e tornam se irrisórios, pois deixam de existir! Nada mais importa, somente o quando, o onde e o que existe! Vive se num mundo da fantasia, em que tudo o que esta para além disso n importa, n existe o como e o porque! Isso deixa de ser algo que faz sentido... Para a nossa mente somente importa o quanto e a quantidade de tempo e de sentimento que há... Isto tudo ate ao dia em que o nosso mundo vai abaixo, e tudo cai em cima de nós como a maior das verdades, aquela que fariamos tudo para não descobrir. E ai parra a haver o porque, o que eu fiz, o que mudou, o que aconteceu... Até ao dia que nos apercebemos que afinala a culpa n é nossa! Porque é que temos que tar a culpar nos de algo que acabou?? porque? n faz sentido, se fizemos tudo para que resulta sse, se fizemos tudo para que n acaba sse! Mas a verdade é essa, nós não fizemos nada... Apenas o destino traçou algo melhor para nós! algo que nos preenxa totalmente por dentro e nos faça sentir que nada foi em vão... Esperança =)
ribas

Back to Home Back to Top