Um excelente 2010 para todos!


Desculpem a ausência. Eu sei que muitos de vocês já nem conseguem comer, com a tristeza que sentem por passarem por esta casa e não lerem novidades…
Eu compreendo, mas eu voltei, não comentam loucuras!
Contem-me como foi a vossa passagem de ano, quero saber de tudo!

Cá para nós, aqui a Coelha tem umas datas que simplesmente repugna. E segundo o que os “normais” (ou não) dizem, eu demonstro um distúrbio psíquico ao repugnar estas datas.
Ora aqui vai…


Não suporto festejar os anos. Não me perguntem porquê, porque eu não tenho razões suficientemente válidas para fazer com que entendam… Mas basicamente resume-se ao facto, de não gostar de ter muita gente a falar comigo ao mesmo tempo. E sempre que festejo os anos com os amigos é isso que acontece. Quando dou por mim, os todos se estão a divertir na MINHA festa de anos, e eu estou stressada a tentar dar atenção a toda a gente… Não! Para mim festas de anos acabou… Prefiro passar sozinha a fazer retrospectivas.


Não aguento o dia dos namorados quando não tenho namorado. Ok, admito que todos possam sofrer do mesmo… Mas, digam-me, como é que se sentem, (os que estão sozinhos) vendo os outros a marcar noites em motéis, jantares românticos e as trocas de prendas ãh? É verdadeiramente triste.


E outra data que odeio é a Passagem de Ano. Há uma sensação estranha, que se apodera de mim a todos os 31’s de Dezembro, e que se alonga até dia 1, 2 de Janeiro. Que é uma sensação de falhanço. Não sei porquê, mas começo-me a lembrar de toda a merda que fiz no ano, e quantifico quanta dessa merda consegui solucionar, e como o saldo dá sempre negativo eu começo-me a sentir mal. Então vejo o ano a acabar, sem ter resolvido tanta coisa… E sinto-me mal. Sempre mal. E normalmente entro em cada ano novo, com uma sensação tão negativa em relação ao passado que não consigo ter boas perspectivas relativamente ao novo ano.
Este ano já tinha decidido que ia passar em casa para poder adormecer cedo e passar rapidamente a noite. Mas depois de tanta insistência e combinações lá fui eu.
Foi óptimo, junto dos meus amigos todos, fora a parte que a Coelha bebeu uma garrafa e meia de Amêndoa Amarga que fez com que lá para as oito horas da manhã estraga-se a diversão de todos com vómitos, chás, e já não me lembro bem mais do quê. Quando cheguei a casa já era quase meio dia, e tive de entrar em casa aos S’s .A tropeçar nos meus saltos altos, com a minha mãe aterrorizada a olhar para mim “Estás bêbada?” e lá tive eu de admitir que sim, pela primeira vez em toda a minha existência “Sim Mã, estou bêbada e abre-me a cama que eu estou com a cabeça a arrebentar!”.
E foi assim, começou tão bem e acabou tão mal…
Fora a parte de ter estragado o resto da noite a toda a gente, fiz com que o meu dia 1, fosse dos melhores de sempre e porquê? Porque estive o dia todo a dormir!
E pronto, está prometido que não me vou ausentar mais. Limpem as lágrimas que a Coelha está de volta.

Histeria da Coelha

Coelha*

9 Não reclamas?:

poveirinha disse...
2 de janeiro de 2010 às 23:40

lol
.. gostava de ter visto!! ... e a ressaca?!?! .. foi dura, nao!!??

... ainda bem que estás de volta!

Juizinho para 2010!!

Beijo

Nevoeiro de Verão disse...
3 de janeiro de 2010 às 00:59

Finalmente já posso desmarcar a minha consulta psiquiátrica... ja te tenho novamente com histerias xD
Quanto às datas... não passam disso coelha ;) Datas! Vive o presente e saboreia cada segundo ;)
Em relação a 14 de Fev... ainda falta tanto tempo, quem sabe não estejas tu perto dessa data a marcar um motel... mas pensadndo bem, será necessário tanto romantismo e dedicação nessa data só para pinar de forma igual? Bela questão... O romantismo desse dia, deverá ser constante o ano inteiro... penso eu ;)
Quanto à bebedeita... AHHHH GRANDA MULHER DO NUORTE xD fizeste tu bem :)
Que curtas muito... nas datas que queiras... nem que seja num dia sem nada especifico para comemorar...

Beijinhos ***** ;)

lagarto disse...
3 de janeiro de 2010 às 02:40

looooooooooool!!

tens medo de dizer o que és, mas não tens medo de ter dezenas de fotos tuas no blog??

ahahhahahahaha

não percebi foi a cena do poderes dizer se eu não tiver aqui a enganar o pessoal!lol!

mas ok...se estás ligada à construção civil....bem...eu tbm estou!ahah

e não, não sou trolha:p

Luís Gonçalves Ferreira disse...
3 de janeiro de 2010 às 14:50

Ó Coelha (eu cá adoro esta tua alcunha), eu já estava a bater muito, sofrendo horrores. Cometi 100 vezes o suicídio intelectual, vendo Morangos com Açucar e ia cometer o suicídio físico se a minha mão não me agarrasse pelas cuecas de Super Homem, no momento em que eu pensava que conseguia voar. Pronto, mas estou mais feliz porque voltaste. Melhor, tão feliz que entrei 3/4 vezes aqui no blogue, li o texto e não comentei, porque estava sem tempo, visto que os festejos do teu regresso tiveram direito a brindes e foguetes.
Bem, ultrapassando este pequeno momento de loucura, precipitado pela graça deste teu post, tenho a acrescentar que:

- Eu odeio festejar aniversários, mas gosto de fazer anos. Ou seja, adoro as minhas auto-reflexões e as festas com a família, onde eu só recebo presentes e não necessito de ser babá das visitas. Tudo se conhece e já ninguém troca beijos acompanhados dos nomes próprios. Eu como e abro presentes, que é óptimo para mim e mau para os tios e as tias que me enchem o coração (só o lado material, está claro).

- Dia dos Namorados? É para esquecer. Com ou sem namorada. Se tenho namorada bye bye dinheiro que tanto amo. Eu quantifico a despesa pelo número de Jeans que aquela maquia compra. Ultrapassa sempre os dois pares, o que não é nada bom para as minhas finanças. Sem namorada, cheira-me tudo a uma cambada de melosos e parvos que agendam sentimentos e provam o amor pelas prendas. Ridículo. É tudo ridículo.

- A passagem de ano é excelente, mas cada vez mais rápido. Adorava aqueles tempos de miúdo onde os olhos gritavam pela meia-noite, porque o sono era imenso. Aquela luta agradava-me. Agora sou grande (muito Grande, qual Adamastor), e a coisa dilui-se nessa depressão do parto do cerebro pela boca, depois de uma noite de alcool. Eu só assisto às cenas desse tipo que protagonizaste. É tão fixe assistir à decadência humana. :D

Ai! Cansaste-me Coelha. Mas é engraçado que eu gosto de ti desde o momento em que li "Histeria" de qualquer coisa.

Beijoooo

Rosinha disse...
3 de janeiro de 2010 às 18:20

Oi coelha gosto de acompanhar o teu blog. Tb n gosto especialmente do dia do meu aniversario, tampouco da passagem de ano. Mas o dia de namorados... bem é triste ver pessoas marcar moteis... oh querida nem toda a gente passa assim o dia de dos namorados. Axo super pioroso... e com uita falta de chá e imaginação. Se o meu namorado marcasse motel para esse dia, n ia gostar e que já sabes pro que vais lol... n gosto desse conceito. É pouco sofisticado.

Beijinho

Só Avulso disse...
3 de janeiro de 2010 às 20:13

Ainda bem que voltaste... a saudade já apertava :D!

Eu quando chego ao fim de ano também tenho assim uns sentimentos contraditórios mas isso passa-me rápido... basta um copinho hehe!

Bem, vamos lá ver o que 2010 nos reserva, não é?

Beijinhos***

PIPI disse...
3 de janeiro de 2010 às 20:48

nunca me ri tanto na vida amiga, a tua moka foi mesmo de partir a moka ...choraste, riste, insultASTE o Zé e O Miguel e a ENgenheira ...foi demais....o pessoal adorou loooooooooooooooooooooooooooooooooooooollll ;-)

Daniela Oliveira disse...
4 de janeiro de 2010 às 21:51

foi a nossa passagem de ano oh coelha.
tavas linda amor sabes disso... e a amarguinha so bateu no fim pk de resto foi sempre boa disposicao.
e ninguem ficou com a noite estragada pah .:p

AMOTE (L)

ergela disse...
10 de janeiro de 2010 às 18:48

Óra aqui temos uma "Coelha" com...
vá lá... charme.
(não adjectivo mais, não vão as "corujas da blogesfera) dizer : olha mais um a fazer-se ao piso).

Beijocas.

Back to Home Back to Top