O começo das férias, têm sido dedicadas a passar algum tempo com aqueles, com quem não consigo estar, com muita frequência. A questão incessante que se tem dado, e que já se dá há aproximadamente dois anos, é a seguinte “E de amores? Como é que isso anda?”.

Isto dantes?, irritava-me… Agora?, dá-me vontade de rir. É normal que esta questão se dê, porque na verdade, está tudo comprometido, e bem comprometido, e aos olhos destes, já começa a ser estranho a Coelha não arranjar ninguém.


“Será que descobriu que é lésbica?”

“Será que anda com um gajo que não devia, e não o apresenta?”


Faço ideia, a quantidade de estigmas, que já devem andar a rolar nas conversas de café.

Um gajo sem compromisso é um doidivanas saudável. Uma gaja sem compromisso, é uma frígida, que não deve gostar de sexo (isto, se não andar aí em público, com este e com aquele, conforme o que combinar mais com a situação).


Vou acabar com algumas dúvidas…

  • Não sou lésbica. Gosto bem de homens, então, se houver atracção física! Uh, Uh, Uh. “Ah e tal, a atracção física não é o mais importante”. Nããão, acreditem mesmo nisso! Eu sou muito física! Pode ser muito inteligente, querido e simpático, mas se eu olhar para ele, e não tiver uma vontade selvagem de o ferrar, esqueçam desde logo, porque não vale a pena insistir no assunto. Mas se também me puserem um gajo à frente, que me deixe louca, mas que abra a boca e eu fique incomodada com a burrice cerebral, não há atracção física que nos safe… para nada!

Conclusão deste item?, é de que tem de haver um misto de tudo.

  • Não tenho nenhum caso “Proibido”. Aqueles do tipo com um gajo casado, com sete filhos, dez netos, uma bisneta e uma conta choruda.

Prometo meus amigos, que se tal acontecer, eu não vou conseguir manter o sigilo. Por pura amizade! Acreditem nisso!

  • Se sou frígida e se gosto ou não de sexo? Isto já é uma questão perigosa, que pode dar asas a bolinha vermelha no canto superior direito. E como não quero, ferir os mais pudicos, a resposta vai ficar na imaginação de cada um… Pode ser?

Isto de ser uma Coelha solteira é complicado, dá conversa para dar e vender. E para questionários? Tenho ali duas pastas, cheiinhas deles. Já prometi, que entrego para o próximo ano.


Histeria da coscuvilhice


Coelha*

2 Não reclamas?:

marie disse...
31 de julho de 2010 às 00:00

É tao dificil encontrar um homem de jeito, que nos faça sentir completamnte KO!!

Gosto sempre das musicas que colocas aqui no blog. :)

Martini Bianco disse...
1 de agosto de 2010 às 23:02

Assim à primeira vista ninguém diria que eras lésbica nem frígida, tanto pela tua escrita, como pela tua língua de fora na foto e pelo nome de blogger, mas não o troques por coelhinha, ai então é que disparariam os comentários :)

Back to Home Back to Top