A probabilidade de ficar tudo bem, é a mesma de eu tentar seguir em sentido contrário no meio desta multidão…
Praticamente nula!
Caminho irreversível… Maus feitios…
Temos pena.
E sim quero paz e sossego, porque apesar de não te parecer, eu adoro os momentos simples e calmos que tenho na vida.


Histeria de reflexão


Coelha*

9 Não reclamas?:

Filipa disse...
22 de novembro de 2009 às 14:45

Identifiquei-me com o teu texto, cada vez que penso que a probablidade de ficar tudo bem é quase nula, arrepio-me. E ainda pior quando tem haver com maus feitios.. É do pior!

Nevoeiro de Verão disse...
22 de novembro de 2009 às 14:57

Quando se gosta e se ama, adquire-se as coisas boas e más das pessoas... e o amor é isso mesmo, saber aceitar as diferenças de quem amamos e tentar o máximo possível que não choquem...

Amores perfeitos??? Nem nos contos infantis ;)

Beijoooooocasssssssssss e tu és duas mil estrelas ;)

Neisseria Gonorrhoeae disse...
22 de novembro de 2009 às 15:28

Porque é que eu tenho a impressão que escreveste este texto para mim, apesar de saber que não!!!

Não gosto nada de me identificar com este texto, mas acredita, neste momento o barrete serve-me mto bem. Bem demais.

Filipa disse...
22 de novembro de 2009 às 15:31

Não é uma questão de ter inveja ou não, somos egoístas só o queremos para nós, e pensar que algum dia o pederemos ver com outra pessoa é arrepiante sim. Pensamos sempre que ela nunca o vai amar como nós o amámos. Depois o pensar que ela tem aquilo que nós não temos, até nos faz nós na cabeça.

Filipa disse...
22 de novembro de 2009 às 15:54

Eu sei, como te percebo. Para mim o futuro é assustador. :S

Poeta disse...
22 de novembro de 2009 às 17:02

Porque nao pensas de maneira diferente...apesar de nem tudo ser como nos queremos....acredita que ha coisas bem piores...claro que me podes responder que com o mal dos outros te das bem...mas quero que penses de maneira muito muito diferente....

Fecha os olhos ve que tudo pode ser diferente
Na sincronia que te trouxe o amor ausente
Não vivas presa no passado nem no futuro sem viver o presente
Sonhos que te bloqueiam e te deixam o coração dormente.

Olha mais para quem te rodeia...para quem ta ao teu lado...vais descobrir coisas que so pensas que podem existir em sonhos...Se bem vinda ao meu mundo.
E eu estou tao perto de ti....
Beijo
Porta te.

Só avulso disse...
22 de novembro de 2009 às 19:35

Adoro os meus momentos de calmaria e odeio quando tudo está descontrolado e eu pareço apenas um fantoche no meio da confusão!
A vida é assim.
Uma luta pelo controlo, por tomar as rédeas da nossa vida que nos parece escorregar por entre dedos, às vezes quando menos esperamos!

Dilemas aparte, já estou melhorzita da voz, tava a ver que nunca mais!

Beijinhos ***

Neisseria Gonorrhoeae disse...
23 de novembro de 2009 às 20:13

Eu não me referia própriamente a uma história falhada. Referia-me mais ao geral, tipo, de por vezes pensarmos que remamos contra a maré, e que não vamos ter forças de levar o barco até ao fim, e então aí duvidamos que as coisas acabem bem.

Neisseria Gonorrhoeae disse...
23 de novembro de 2009 às 20:14

PS: neste momento da minha vida sinto um pouco isso, mas não tanto no sentido de remar contra a maré, mas no sentido de estar perdido sem saber para onde estou a remar, duvidando do meu percurso.

Back to Home Back to Top